# 36 – Virna Teixeira, 7 poems

11 11 2012

Pavement

_

small, the

fragile

body

sobs

 

 

red,

the flower

between the

fingers

 

_

 

Night

white, the room

the colour of this

absence

 

ceiling

 

unreachable

 

sofa, the imaginary

figure

of a body

 

 

Portrait

 

his eyes

a cage

 

 

where a

bird

 

 

sometimes

sings

 

 

Lisbon

 

 

the feet

walk,

wet

 

 

among analytical

glasses and

raincoats

 

 

down the slope

the rain

washes

 

 

longing

 

sorrow

 

 

Picture

 

his solitude

in the kitchen,

near

 

 

the window

 

a vase

of tulips

 

 

Walls

 

 

After

the gate

 

 

the tears

flow


Distance

 

a three minute

phone call

 

 

then,

the silence

 

 

over

the line

 

 

 

Translated into English by Wagner Miranda and reviewed by Virna Teixeira (thanks, Virna)

Virna’s blog (in Portuguese): http://papelderascunho.net/

 

Original texts

 

 

Calçada


pequeno, o
frágil
corpo
soluça

vermelha,
a flor
entre os
dedos

 

 
Noite



branca, a sala
a cor desta
ausência

teto

inalcançável

sofá, o vulto
imaginário
de um corpo

 

 

Portrait

os olhos dele
uma gaiola

onde um
pássaro

às vezes,
canta

Lisboa

os pés
caminham,
molhados

entre óculos
analíticos e
gabardinas

pela ladeira
a chuva
escoa

saudade

mágoas

 

 

 

 

Fotografia

a solidão dele
na cozinha,
perto

da janela

um vaso de
tulipas
 

 
Muros

Depois
do portão

as lágrimas
deságuam

 
Distância

um telefonema de
três minutos

depois,
o silêncio

do outro lado
da linha
 

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: