# 48 – “Sonhos ruins são bons”, de Joni Mitchell

15 02 2015

joni portrait

Sonhos ruins são bons

 .

.

Os gatos estão nos canteiros

Um falcão vermelho passeia no céu

Acho que eu deveria estar feliz

Só de estar viva

Porém,

A tudo envenenamos

E alheios a tudo isso

Zumbis ao celular balbuciam

transitando por shopping centers

Enquanto condores despencam de céus indianos

Baleias encalham e morrem na areia

Pesadelos são bons

No Plano Superior

.

.

E você não é flor que se cheire

Será que você sabe que está mentindo?

É perigoso se iludir

Você fica surdo, estúpido e cego

Você veste a carapuça como de direito

Você age com má conduta

Você é desprovido de graça

De empatia

De graditão

.

.

Você não tem senso de consequência

Oh, cubro minha cabeça com as mãos

Sonhos ruins são bons

No Plano superior

.

.

Antes da maçã que a tudo mudou

Éramos um todo com o mundo

Não havia senso de individualidade ou de outro

Não havia a autoconsciência

Mas agora temos que nos agarrar

A este mundo fabricado pelo homem, em retrocesso

Com um olho no egoísmo fatal de nossos irmãos

.

.

Todos aqui são vítimas

Ninguém tem as mãos limpas

Muito pouco restou do intocado Éden, paraíso na terra

Então, próximos das mandíbulas de nossas máquinas

Vivemos nestas cicatrizes elétricas

Essas lesões um dia foram lagos

Não sabemos arcar com a culpa

Ou aprender com erros passados

Então quem é que vai salvar o dia?

O Super Mouse? O Super-Homem?

Sonhos ruins são bons

No Plano superior

No escuro

Um raio a brilhar

Ouvi um menino de três anos falar

Sonhos ruins são bons

No Plano superior

 .

 .

Traduzido por Wagner Miranda

Anúncios







%d blogueiros gostam disto: